A Silo – Arte e Latitude rural, realiza com o apoio do Instituto Serrapilheira, o Interactivos?’19: Ciência na Roça, que acontece de 03 a 17 de agosto de 2019.  O Interactivos? é um laboratório para o desenvolvimento de projetos de maneira colaborativa, funcionando assim como um espaço para experimentação e educação científica participativa.

A convocatória de projetos está aberta para receber propostas que tenham relação com a ciência, seus métodos e processos. Serão selecionados 5 propostas para serem desenvolvidas em um ambiente rural localizado na Serrinha do Alambari – RJ.

Cientistas, artistas, pesquisadores, educadores, de diferentes áreas de atuação, podem se inscrever gratuitamente pelo site (https://silo.org.br/interactivos-2019-convocatoria/) até o dia 31 de maio de 2019. Os selecionados receberão transporte, hospedagem, alimentação e contarão com mentoria de cientistas e divulgadores da ciência, além da participação de colaboradores para apoiar o desenvolvimento de suas propostas.

Esta iniciativa é realizada com apoio do Instituto Serrapilheira, através do Camp, uma convocatória para divulgadores de ciência que buscou por projetos que trouxessem abordagens inovadoras de assuntos científicos.

Dentre os 871 inscritos, a SILO, em parceria com o OAMa (Observatório de Aves da Mantiqueira), está entre os 14 projetos selecionados. O Interactivos? é um dos projetos fruto dessa parceria. e mais adiante haverá mais novidades.

 

Quais projetos podem participar do labInteractivos?’19 ?

Esta edição do Interactivos? deseja  incentivar o cruzamento entre os saberes populares, científicos, técnicos e artísticos.

Tendo como referência metodologias e práticas de projetos de ciência cidadã, além de projetos Open Source e DIY, a idéia é expandir as possibilidades e oportunidades de exercício do fazer científico, fortalecer diálogos entre disciplinas distintas, e criar aberturas para a diversidade de participação em várias etapas do processo científico.

Os projetos apresentados devem propor perguntas e experimentos que contemplem questões científicas relacionadas a infraestruturas ecológicas, bioarquitetura, cultivos agroecológicos, agricultura sintrópica, geração de energia, comunicação, sistemas de transporte, sistemas de escoamento, metrologia, biologia, botânica, mudanças climáticas, geologia, agronomia, meteorologia, matemática, física, astronomia, educação, arte, cultura e outros.

Serão selecionados projetos que demonstram clareza nas perguntas que estão sendo feitas, que tenham esboços das metodologia a serem usadas ou propostas de experimentos a serem realizados, ainda que o planejado venha a se transformar no decorrer do laboratório.

HISTÓRICO

O modelo de trabalho deste programa se baseia na metodologia desenvolvida pelo Medialab-Prado, centro de artes e tecnologia sediado em Madri, Espanha. O Interactivos?, desde 2006, propõe um modelo interativo de aprendizagem que supera a típica dinâmica hierárquica estabelecida nas figuras professora/or e aluna/o. O nome se refere a um questionamento da ideia de interatividade ao mesmo tempo que propõe a criação coletiva e o uso de ferramentas livres, em um ambiente em que as/os participantes podem tanto aprender como ensinar. Nossa equipe trabalha com essa metodologia desde 2012.

O LOCAL

O Interactivos?’19: Ciência na roça acontecerá na Serrinha do Alambari que integra uma Área de Proteção Ambiental (APA), situada no município de Resende (RJ), na encosta leste do Parque Nacional de Itatiaia, Serra da Mantiqueira, a oeste da estrada para Visconde de Mauá (RJ-163). Esta área tem a particularidade de integrar zona rural e de proteção ambiental. A Serrinha conta com cerca de 1.000 habitantes, possui manufatura em pequena escala, comércio e atividade turística. A APA (Área de Proteção Ambiental) da Serrinha do Alambari abrange as comunidades de Serrinha e Capelinha, protegendo a parte alta das microbacias dos rios Alambari e Pirapitinga. Sua área total corresponde a 4.500 hectares e sua população total chega a 3.000 habitantes.

SILO – ARTE E LATITUDE RURAL

É uma organização da sociedade civil que se dedica a promover ciência, arte e tecnologia em zonas rurais e unidades de conservação por meio de experiências imersivas e práticas transdisciplinares como laboratórios de inovação e experimentação cidadã e residências artísticas.

Compartilhar: